O Arquitecto

A Brigada não adopta posições simplistas do tipo “aprender com o povo” ou “ensinar o povo”. Intervém, com a sua capacidade técnica, aceitando e criticando as circunstâncias da sua própria formação e aderindo totalmente ao objectivo de que o controlo das zonas degradadas deverá caber às populações que as habitam, no sentido da sua apropriação e recuperação; controlo que, à partida, deverá necessariamente ser alargado à própria cidade e à sua envolvente.

Álvaro Siza Vieira, in Lotus International, nº 13, Milão (1976)

Álvaro Joaquim de Melo Siza Vieira (Matosinhos, 1933) é o arquitecto português mais reconhecido internacionalmente. Formado em 1955, com nota máxima, pela Escola Superior de Belas Artes do Porto (cidade onde tem o seu ateliê), é actualmente um nome incontornável na arquitectura contemporânea, distinguindo-se pela depuração do traço e pela busca de uma beleza essencial na matéria.

Em mais de meio século de carreira, Álvaro Siza Vieira assinou obras de relevo em vários países, como o Museu de Arte Contemporânea de Serralves (Porto), o pavilhão de Portugal na Expo ’98 (Lisboa), o Centro Desportivo de Llobregat (Barcelona), o pavilhão Anyang (Coreia do Sul), ou a Fundação Iberê Camargo (Brasil).

Pages: 1 2